Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 Ivam Cabral
 Rodolfo García Vázquez
 Laerte Késsimos
 Cléo de Paris
 Ana Rüsche
 Marcelino Freire
 Ivana Arruda Leite
 Roberto Moreno
 César Ribeiro
 Lucia Carvalho
 Leandro Zappala
 Maria Clara Spinelli
 Sergio Roveri
 Ruy Filho
 Lenise Pinheiro e Nelson de Sá
 Revista Bacante
 Duilio Ferronato
 Barbara Oliveira
 Mauricio Alcântara
 Elton Caldas
 George Carvalho
 Sergio Salvia Coelho
 Otávio Martins
 Paula Cohen
 Audrey Furlanetto
 Gustavo Assano
 Phedra D. Cordoba
 Gerald Thomas
 Rodrigo Contrera
 texassucks
 Caetano Vilela
 Márcio Gaspar
 Daniel Gaggini
 astier basílio
 dyl pires
 Erika Riedel
 ricardo moreno
 wallace fauth
 carlos hee
 Maria Alice Vergueiro
 rachel rocha
 henrique silveira
 chico ribas
 paulo vereda
 ademir assunção
 rui germano
 caetano vilela 2
 luiz valcazaras
 lúcio júnior
 armando maynard
 Blogs Legais
 sérgio dávila
 nelson kao
 Cia. Livre de Teatro
 Márlio Vilela Nunes
 Centro Latino de Investigação Teatral
 Teatro para Alguém
 cultblog
 marcelo mirisola
 mario viana
 Hnerique Mello
 parlapatões
 Peu Ramos
 isabella
 Priscila Nicolielo
 lucas guedes
 carolina angrisani
 Paulo Cunha
 nelson de oliveira
 andré freitas
 generacion y
 Cia. Antro Exposto
 Dramaturgia Contemporânea
 Pedro Alexandre Sanches
 Cia Arthur-Arnaldo
 lucianno maza
 Caderno Teatral
 Paulo Neto
 cilene guedes / márcia abos
 camilla carvalho
 Bob Sousa, fotógrafo
 marcio tito
 sp escola de teatro


 
 
os dias e as horas - blog do alberto guzik


neste amanhecer

neste deslumbrante amanhecer, em plena segunda-feira de carnaval, embarco em minha viagem rumo à travessia do rio letes e à descida para o hades. quando voltar, relatarei o que vi e vivi. o hades não é um reino fácil de se visitar. ninguém retorna de lá sem estar transformado. sei disso. e prometo partilhar com os leitores destes dias e destas horas aquilo que vou vivenciar. dionisos me acompanha na viagem, além de ótimos amigos e do amor de muita gente. evoé.



Escrito por alberto guzik às 07h02
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



recado

não posso me afastar deste espaço sem deixar uma palavra para todos os diretores, arte-educadores, colaboradores e artistas aprendizes da sp escola de teatro - centro de formação das artes do palco. estamos no limiar da transformação do sonho em realidade. e se a realidade for áspera, como muitas vezes é, não se esqueçam jamais, de que as raizes dela estão no sonho. no sonho de construir a melhor escola de teatro que este país ja teve. uma escola tão boa, tão ampla, tão aventureira, que possa nos ajudar a mudar também este país, que anda tão precisado de sonhos. meus queridos. não estou fisicamente com vocês aí, agora, mas estou por inteiro aí, também. tenham a certeza disso. e nunca, nunca esqueçam que este projeto nasceu de um sonho, e de que é pelo sonho que tem de ser alimentado. viva a sp escola de teatro. lembrem-se de que somos todos servidores de dionisos. evoé!



Escrito por alberto guzik às 06h58
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



a solução do enigma

devo uma explicação aos meus leitores sobre os enigmas que semeei no blog ao longo das últimas seis semanas. muitos já mataram a charada. outros ainda não. explico então. vou ser amanhã submetido a uma cirurgia do aparelho digestivo. uma cirurgia de porte, pelo que me explicou o médico que fará a operação. ficarei alguns dias, ou algumas semanas, distante deste espaço. podem ter certeza de que vou sentir muita muita falta destes meus dias e destas minhas horas. mas são aquelas esquinas da vida que não podemos nem temos como evitar. sempre tive uma saúde ótima, fora uma coisinha aqui, outra ali, nada de muito relevante. mas eis que de repente vi-me surpreendido por uma doença que requer cirurgia. e que exige um período razoávelmente extenso de recuperação. certamente quando voltar a escrever aqui, vou ter muitas novidades a contar. serão aventuras de outro tipo, não artísticas, nem por isso menos essenciais. bem ao contrário. peço aos meus leitores a paciência necessária. aguardem o tempo de maturação que será necessário para que eu saia do casulo em que vou entrar amanhã. ou, para usar a imagem que empreguei muito há algumas semanas, que aguardem o fim da minha travessia (de ida e volta) do rio letes, e também o término de minha viagem ao reino de hades. estou muito cercado de afeto, de amor, de boas energias, de bons fluidos. com muita luz em meu espírito eu me despeço temporariamente de todos vocês, desejando que, enquanto eu estiver longe, a vida de todos floresça do mais belo e prazeroso e frutífero dos modos. dionisos será meu guia nessa viagem, que nada terá de teatral, mas será profundamente vital. evoé!!!



Escrito por alberto guzik às 19h47
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Dr. House

"Normal não é normal."



Escrito por alberto guzik às 15h39
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



"Stand by Me", de Ben E. King

"When the night has come
And the land is dark
And the moon is the only light we see
No I won't be afraid
No I won't be afraid
Just as long as you stand, stand by me

So darling, darling stand by me
Oh, stand by me, oh, stand
Stand by me, stand by me

If the sky that we look upon
Should tumble and fall
Or the mountains should crumble to the sea
I won't cry, I won't cry
No I won't shed a tear
Just as long as you stand, stand by me

So darling, darling stand by me
Oh, stand by me, oh, stand
Stand by me, stand by me

Whenever you're in trouble
won't you stand by me
Oh, now, now, stand by me
Oh, stand by me, stand by me, stand by me"



Escrito por alberto guzik às 15h36
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Andy Warhol

"Acho que tenho uma interpretação muito livre de trabalho, porque penso que estar vivo já dá tanto trabalho que não queremos fazer mais nada".

"Eu sou uma pessoa profundamente superficial."



Escrito por alberto guzik às 15h26
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



A transubstância de Cecilia Meireles num domingo de Carnaval

Sem Corpo Nenhum

 

"Sem corpo nenhum,
como te hei de amar?
— Minha alma, minha alma,
tu mesma escolheste
esse doce mal!

Sem palavra alguma,
como o hei de saber?
— Minha alma, minha alma,
tu mesma desejas
o que não se vê!

Nenhuma esperança
me dás, nem te dou:
— Minha alma, minha alma,
eis toda a conquista
do mais longo amor!" 


'Poemas (1942-1959)'



Escrito por alberto guzik às 08h58
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



quanto falta?

dis dias. faltam dois dias. na verdade um dia e um pouquinho.



Escrito por alberto guzik às 08h53
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]